Facebook
Instagram

Cerâmica artística

A cerâmica constitui uma das manifestações artesanais mais antigas e representativas da espécie humana. Na
produção da peça cerâmica, provavelmente pela primeira vez, o homem demonstrou seu domínio sobre os quatro elementos: terra, fogo, água e ar, para criar um produto novo.

Věstonická venuše - Moravské Zemské Muzeum, na República Checa

O ceramista modela e queima a argila para criar objetos utilitários e duradouros. A argila possui características peculiares, oferecendo ao ceramista uma fonte inesgotável de novas possibilidades de formas e adornos, permitindo a criação tanto de objetos artístico como de uso cotidiano.

Peças cerâmicas - The Metropolitan Museum of Art
Painel Babilônico - The Metropolitan Museum of Art

Abaixo informações básicas para quem quer iniciar na confecção de peças cerâmicas: 

Primeiramente é necessário saber escolher a
argila. Existem as argilas naturais e as massas cerâmicas. As argilas naturais são aquelas encontradas na beira do rio, por exemplo, e vendidas em lojas de jardinagem ou algumas papelarias. Porém, essas argilas contêm muitas impurezas, como areias, pedriscos, galhos e raízes, o que prejudica o trabalho de modelagem. Portanto, recomenda-se o uso das massas cerâmicas, argilas preparadas e processadas especialmente para esse fim. Elas apresentam textura fina e uniforme, além de suportar queimas de altas temperaturas.

No mundo da cerâmica existem várias técnicas empregadas para a criação de objetos. A mais conhecida e lembrada é o torno, que gira a argila a uma velocidade constante,possibilitando a realização de vasos, pratos, potes e outros objetos redondos.   

Mas o ceramista pode usar outras técnicas de modelagem manual, como aquela em que o vaso é erguido a partir de pequenas cobrinhas de argila que se emendam umas sobre as outras.

Ou as placas de argila, esticadas com um rolo de massa, e montadas de acordo com a forma planejada. 

É interessante notar que cada técnica impõe uma determinada forma, por exemplo, mais orgânica no caso dos rolinhos e mais geométrica no caso das placas. Também existem técnicas que fazem uso de moldes. 

Em todas elas é necessário estruturara peça, pois a argila está mole durante a modelagem, e ela deve ser empilhada de modo a não desmoronar durante esse processo. O ceramista deve pensar arquitetonicamente, nesse caso. Durante a secagem, a argila perde água,portanto, há uma retração de volume que pode fazer com que a peça fique trincada, caso as suas paredes não tenham espessura uniforme.

Finalmente a queima, que deve ser feita em fornos especiais para cerâmica, pois é necessário que ela seja muito lenta até atingir a temperatura de 900 ºC para a primeira queima, e caso a peça receba esmaltes, de 1000 ºC a 1300 ºC, dependendo do tipo de esmalte. 

Como se não bastasse a parte técnica ser bem complexa e exigir diversos cuidados, é necessário pensar o que se vai modelar, pois o que define e diferencia o verdadeiro objeto artesanal é o investimento estético, a pesquisa, a criação.

Peças cerâmicas - Fontoura & Kiehl Partners

Ver todas as postagens
Booking.com

veja também!

MMEB ARQUITETOS EM PORTO ALEGRE

MMEB arquitetos participará com duas obras, em Exposição de Arquitetura Contemporânea que acontecerá no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetura em Porto Alegre... (saiba mais)

PUBLICAÇÃO I E-ARCHITECTS (REINO UNIDO)

O e-architect (Reino Unido) selecionou recentemente os principais exemplos de arquitetura contemporânea do Brasil. Entre as obras selecionadas duas são do nosso escritório de arquitetura MMEB arquitetos ... (saiba mais)

MENÇÃO I C:A.A (RÚSSIA)

A CASA GB, projetada pelo MMEB arquitetos, foi escolhida como referência de arquitetura contemporânea brasileira pelo C: CA - Centro de Arquitetura Contemporânea (Rússia)... (saiba mais)

CONTATO




Telefone: (65) 99219 4444+55 65 99219 4444
E-mail: arqface.contato@gmail.comarqface.contato@gmail.com



Brasil

Desenvolvido por MMEB arquitetos

Cerâmica artística

A cerâmica constitui uma das manifestações artesanais mais antigas e representativas da espécie humana. Na
produção da peça cerâmica, provavelmente pela primeira vez, o homem demonstrou seu domínio sobre os quatro elementos: terra, fogo, água e ar, para criar um produto novo.

Věstonická venuše - Moravské Zemské Muzeum, naRepública Checa

O ceramista modela e queima a argila para criar objetos utilitários e duradouros. A argila possui características peculiares, oferecendo ao ceramista uma fonte inesgotável de novas possibilidades de formas e adornos, permitindo a criação tanto de objetos artístico como de uso cotidiano.

Peças cerâmicas - The Metropolitan Museum of Art

Painel Babilônico - The Metropolitan Museum of Art
Abaixo informações básicas para quem quer iniciar na confecção de peças cerâmicas: 

Primeiramente é necessário saber escolher a argila. Existem as argilas naturais e as massas cerâmicas. As argilas naturais são aquelas encontradas na beira do rio, por exemplo, e vendidas em lojas de jardinagem ou algumas papelarias. Porém, essas argilas contêm muitas impurezas, como areias, pedriscos, galhos e raízes, o que prejudica o trabalho de modelagem. Portanto, recomenda-se o uso das massas cerâmicas, argilas preparadas e processadas especialmente para esse fim. Elas apresentam textura fina e uniforme, além de suportar queimas de altas temperaturas.

No mundo da cerâmica existem várias técnicas empregadas para a criação de objetos. A mais conhecida e lembrada é o torno, que gira a argila a uma velocidade constante,possibilitando a realização de vasos, pratos, potes e outros objetos redondos.   

Mas o ceramista pode usar outras técnicas de modelagem manual, como aquela em que o vaso é erguido a partir de pequenas cobrinhas de argila que se emendam umas sobre as outras.

Ou as placas de argila, esticadas com um rolo de massa, e montadas de acordo com a forma planejada. 

É interessante notar que cada técnica impõe uma determinada forma, por exemplo, mais orgânica no caso dos rolinhos e mais geométrica no caso das placas. Também existem técnicas que fazem uso de moldes. 

Em todas elas é necessário estruturara peça, pois a argila está mole durante a modelagem, e ela deve ser empilhadade modo a não desmoronar durante esse processo. O ceramista deve pensar arquitetonicamente, nesse caso. Durante a secagem, a argila perde água,portanto, há uma retração de volume que pode fazer com que a peça fiquetrincada, caso as suas paredes não tenham espessura uniforme.

Finalmente a queima, que deve ser feita em fornos especiais para cerâmica, pois é necessário que ela seja muito lenta até atingir a temperatura de 900 ºC para a primeira queima, e caso a peça receba esmaltes, de 1000 ºC a 1300 ºC, dependendo do tipo de esmalte. 

Como se não bastasse a parte técnica ser bem complexa e exigir diversos cuidados, é necessário pensar o que se vai modelar, pois o que define e diferencia o verdadeiro objeto artesanal é o investimento estético, a pesquisa, a criação.

Peças cerâmicas - Fontoura & Kiehl Partners

Clique para ver todas as postagens

veja também!

MMEB ARQUITETOS EM PORTO ALEGRE

MMEB arquitetos participará com duas obras, em Exposição de Arquitetura Contemporânea que acontecerá no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetura em Porto Alegre... (saiba mais)

PUBLICAÇÃO I E-ARCHITECTS (REINO UNIDO)

O e-architect (Reino Unido) selecionou recentemente os principais exemplos de arquitetura contemporânea do Brasil. Entre as obras selecionadas duas são do nosso escritório de arquitetura MMEB arquitetos ... (saiba mais)

MENÇÃO I C:A.A (RÚSSIA)

A CASA GB, projetada pelo MMEB arquitetos, foi escolhida como referência de arquitetura contemporânea brasileira pelo C: CA - Centro de Arquitetura Contemporânea (Rússia)... (saiba mais)

CONTATO

Telefone: +55 65 99219 4444
E-mail: arqface.contato@gmail.com

Brasil

Facebook
Instagram
MMEB arquitetos
MMEB arquitetos