Facebook
Instagram

Pavilhão de Barcelona, uma obra emblemática!

O Pavilhão de Barcelona foi projetado pelo arquiteto Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969), com a finalidade de ser o Pavilhão Nacional da Alemanha para a Exposição Internacional de Barcelona, realizada em Montjuïc em 1929. É uma obra emblemática do Movimento Moderno, tendo sido exaustivamente analisada e interpretada, influenciando várias gerações de arquitetos. Construído utilizando vidro, aço e diferentes tipos de mármore, o Pavilhão foi concebido para acomodar a recepção oficial presidida pelo rei Alfonso XIII de Espanha, juntamente com as autoridades alemãs.  Após o encerramento da Exposição, o Pavilhão foi desmontado em 1930. 

Com o tempo, tornou-se um ponto de referência não só para a própria carreira de Mies van der Rohe, mas também para arquitetura do século XX como um todo. Devido a importância e reputação do Pavilhão, surgiu a ideia de reconstruí-lo. Em 1980 Oriol Bohigas, a época chefe do Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal de Barcelona, decidiu encampar a ideia de reconstrução, designando os arquitetos Ignasi de Solà-Morales, Cristian Cirici e Fernando Ramos para pesquisar, projetar e supervisionar a possível reconstrução do Pavilhão. A Fundação Mies van der Rohe foi criada em 1983, pela Prefeitura de Barcelona, com o propósito inicial de reconstrução do pavilhão alemão. O novo edifício foi reconstruído e inaugurado em seu local original em 1986. 

© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos

Vidro, aço e quatro diferentes tipos de pedras naturais (mármore travertino romano, mármore verde Alpes, antigo mármore verde da Grécia e ônix dourado das Montanhas Atlas) foram utilizados para a reconstrução, todos empregados de forma a manter as mesmas características da obra original concebida por Mies em 1929. 

A originalidade de Mies van der Rohe no uso de materiais se encontra no ideal da modernidade, expresso através do rigor da sua geometria,  precisão das peças e  clareza de montagem. 

‍‍© MMEB arquitetos
‍‍© MMEB arquitetos

Mies van der Rohe projetou uma cadeira  especialmente para o Pavilhão, que ao longo dos anos tornou-se um ícone do design moderno, a tal ponto que a cadeira Barcelona ainda é fabricada e comercializada até hoje.

1- © MMEB arquitetos / 2 - © Mikael Leppa

A escultura é uma reprodução em bronze da peça intitulada "Amanhecer" criada por Georg Kolbe, um contemporâneo de Mies van der Rohe. Instalada numa das extremidades de um dos espelhos d'água, a escultura reflete-se não apenas na água, mas também nas paredes de mármore e de vidro, criando, assim, a sensação que é multiplicada no espaço.  Suas curvas criam um contraponto de contraste com a pureza geométrica do edifício.

‍‍‍© MMEB arquitetos
‍‍‍© MMEB arquitetos

Além de conservar e divulgar o conhecimento sobre o Pavilhão, a Fundação hoje também promove debates sobre e conscientização de temas relacionados com a arquitetura contemporânea e planejamento urbano, bem como estudos sobre a obra de Ludwig Mies van der Rohe e do International Style. Em conformidade com estes objetivos, a Fundação organiza prêmios, congressos, conferências, exposições, oficinas e instalações.

Ver todas as postagens
Booking.com

veja também!

MMEB ARQUITETOS EM PORTO ALEGRE

MMEB arquitetos participará com duas obras, em Exposição de Arquitetura Contemporânea que acontecerá no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetura em Porto Alegre... (saiba mais)

PUBLICAÇÃO I E-ARCHITECTS (REINO UNIDO)

O e-architect (Reino Unido) selecionou recentemente os principais exemplos de arquitetura contemporânea do Brasil. Entre as obras selecionadas duas são do nosso escritório de arquitetura MMEB arquitetos ... (saiba mais)

MENÇÃO I C:A.A (RÚSSIA)

A CASA GB, projetada pelo MMEB arquitetos, foi escolhida como referência de arquitetura contemporânea brasileira pelo C: CA - Centro de Arquitetura Contemporânea (Rússia)... (saiba mais)

CONTATO




Telefone: (65) 99219 4444+55 65 99219 4444
E-mail: arqface.contato@gmail.comarqface.contato@gmail.com



Brasil

Desenvolvido por MMEB arquitetos

Pavilhão de Barcelona, uma obra emblemática!

O Pavilhão de Barcelona foi projetado pelo arquiteto Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969), com a finalidade de ser o Pavilhão Nacional da Alemanha para a Exposição Internacional de Barcelona, realizada em Montjuïc em 1929. É uma obra emblemática do Movimento Moderno, tendo sido exaustivamente analisada e interpretada, influenciando várias gerações de arquitetos. Construído utilizando vidro, aço e diferentes tipos de mármore, o Pavilhão foi concebido para acomodar a recepção oficial presidida pelo rei Alfonso XIII de Espanha, juntamente com as autoridades alemãs.  Após o encerramento da Exposição, o Pavilhão foi desmontado em 1930. 

Com o tempo, tornou-se um ponto de referência não só para a própria carreira de Mies van der Rohe, mas também para arquitetura do século XX como um todo. Devido a importância e reputação do Pavilhão, surgiu a ideia de reconstruí-lo. Em 1980 Oriol Bohigas, a época chefe do Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal de Barcelona, decidiu encampar a ideia de reconstrução, designando os arquitetos Ignasi de Solà-Morales, Cristian Cirici e Fernando Ramos para pesquisar, projetar e supervisionar a possível reconstrução do Pavilhão. A Fundação Mies van der Rohe foi criada em 1983, pela Prefeitura de Barcelona, com o propósito inicial de reconstrução do pavilhão alemão. O novo edifício foi reconstruído e inaugurado em seu local original em 1986. 

© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos
© MMEB arquitetos

Vidro, aço e quatro diferentes tipos de pedras naturais (mármore travertino romano, mármore verde Alpes, antigo mármore verde da Grécia e ônix dourado das Montanhas Atlas) foram utilizados para a reconstrução, todos empregados de forma a manter as mesmas características da obra original concebida por Mies em 1929. 

A originalidade de Mies van der Rohe no uso de materiais se encontra no ideal da modernidade, expresso através do rigor da sua geometria,  precisão das peças e  clareza de montagem. 

‍‍© MMEB arquitetos
‍‍© MMEB arquitetos

Mies van der Rohe projetou uma cadeira  especialmente para o Pavilhão, que ao longo dos anos tornou-se um ícone do design moderno, a tal ponto que a cadeira Barcelona ainda é fabricada e comercializada até hoje.

1- © MMEB arquitetos / 2 - © Mikael Leppa

A escultura é uma reprodução em bronze da peça intitulada "Amanhecer" criada por Georg Kolbe, um contemporâneo de Mies van der Rohe. Instalada numa das extremidades de um dos espelhos d'água, a escultura reflete-se não apenas na água, mas também nas paredes de mármore e de vidro, criando, assim, a sensação que é multiplicada no espaço.  Suas curvas criam um contraponto de contraste com a pureza geométrica do edifício.

‍‍‍© MMEB arquitetos
‍‍‍© MMEB arquitetos

Além de conservar e divulgar o conhecimento sobre o Pavilhão, a Fundação hoje também promove debates sobre e conscientização de temas relacionados com a arquitetura contemporânea e planejamento urbano, bem como estudos sobre a obra de Ludwig Mies van der Rohe e do International Style. Em conformidade com estes objetivos, a Fundação organiza prêmios, congressos, conferências, exposições, oficinas e instalações.

Clique para ver todas as postagens

veja também!

MMEB ARQUITETOS EM PORTO ALEGRE

MMEB arquitetos participará com duas obras, em Exposição de Arquitetura Contemporânea que acontecerá no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetura em Porto Alegre... (saiba mais)

PUBLICAÇÃO I E-ARCHITECTS (REINO UNIDO)

O e-architect (Reino Unido) selecionou recentemente os principais exemplos de arquitetura contemporânea do Brasil. Entre as obras selecionadas duas são do nosso escritório de arquitetura MMEB arquitetos ... (saiba mais)

MENÇÃO I C:A.A (RÚSSIA)

A CASA GB, projetada pelo MMEB arquitetos, foi escolhida como referência de arquitetura contemporânea brasileira pelo C: CA - Centro de Arquitetura Contemporânea (Rússia)... (saiba mais)

CONTATO

Telefone: +55 65 99219 4444
E-mail: arqface.contato@gmail.com

Brasil

Facebook
Instagram
MMEB arquitetos
MMEB arquitetos